Pesquisar este blog

codigos blog

assine o feed

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Seguidores e seguidos!

16 julho 2012

Homem autista caminha por 64 km comendo sapos e raízes nos EUA


William foi encontrado vivo por helicóptero após andar por três semanas.
Pai diz que filho decidiu fazer percurso a pé em vez de pegar carona.



Um homem autista sobreviveu comendo sapos e raízes enquanto vagava por semanas no remoto deserto de Escalante no sul do estado norte-americano de Utah, até ser resgatado, muito magro, mas vivo, nesta-quinta-feira (12).
William Martin LaFever, 28, de Colorado Springs, Colorado, disse a equipes de resgate que, além da comida que ele caçou, incluindo alguns sapos, ele bebia a água do rio Escalante ao tentar andar de Boulder, Utah, para Page, Arizona, uma distância de cerca de 144 quilômteros, pelo caminho que ele parecia estar fazendo.
O gabinete do xerife do Condado de Garfield estimou que ele tinha viajado cerca de 64 quilômetros por pelo menos três semanas antes de ser encontrado nesta quinta-feira.
"É um dos terrenos mais acidentados e implacáveis que você vai encontrar em qualquer lugar da Terra. Penhascos irregulares, bordas de pedra, arenito, artemísia" disse a porta-voz do xerife, Becki Bronson, em uma entrevista por telefone.
"Onde William estava caminhando, simplesmente não há ninguém", disse ela. "Não há pessoas. Não há nenhuma cidade."
O departamento do xerife disse que foi notável que os pesquisadores a bordo do helicóptero foram capazes de encontrar LaFever, ainda mais vivo.
O delegado Ray Gardner, que recentemente completou um treinamento em operações de busca e salvamento de pessoas com autismo e estava a bordo do helicóptero, disse que LaFever não teria sobrevivido mais 24 horas.


O helicóptero levou LaFever para um hospital, em Panguitch. O local disse que não poderia divulgar qualquer informação sobre seu estado de saúde.
Assalto
LaFever estava tentando chegar em Page porque seu pai, John LaFever, de Colorado Springs, disse a ele que iria enviar dinheiro para o filho lá, segundo a polícia.
William tinha chamado seu pai no dia 6 ou 7 de junho para dizer que estava caminhando na área de Boulder com seu cachorro, que alguém tinha roubado parte de seu equipamento de caminhada e que ficou sem dinheiro. John LaFever disse a seu filho para pegar uma carona para Page de recolher o dinheiro.
Sem seu pai saber, supostamente, William LaFever decidiu caminhar pelo rio Escalante e depois pegar uma carona de barco ao longo do Lago Powell a Page - o percurso de 144 quilômetros -, ao invés de tentar pegar uma carona, disse o departamento do xerife.
LaFever andou ao longo do rio, mas ficou sem comida. Seu cão o deixou, e Lafever começaram a abandonar o que carregava até só ficar com a roupa e os sapatos que usava quando foi encontrado.
O cão não foi visto desde então. As autoridades não sabem por que o cachorro saiu correndo, disse Bronson.
O telefonema no início de junho foi a última vez que a família soube de LaFever.
Resgate
A especialização de Gardner na busca de pessoas com autismo ensinaram-lhe que autistas são naturalmente atraídos pela água, assim o helicóptero focou noo Rio Escalante, disse o departamento.
A equipe de helicóptero avistou LaFever na tarde desta quinta, sentado no rio Escalante a cerca de cinco quilômetros de Lake Powell, fracamente acenando para o avião. "Em toda a minha carreira nunca vi alguém tão magro", disse Gardner.
Lafever estava tão fraco que não conseguia ficar de pé, mas ele estava tão ansioso para ter contato humano que a princípio ele não parava de falar em vez de comer ou beber, disse o departamento. Ele finalmente parou, tomou uma bebida e comeu uma barra de cereais.
Fonte:http://g1.globo.com/mundo/noticia/2012/07/homem-autista-caminha-por-64-km-comendo-sapos-e-raizes-nos-eua.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi seja bem vindo (a) fike a vontade e deixe seu comentário e seu link para que eu te visite também abraçoss